Landing Page 23/04/21

O que é landing page? Tudo que você precisa saber

Ilustração de pessoa criando landing page

Saiba tudo sobre landing page, qual a sua estrutura e as plataformas que podem te ajudar a construir a sua.

Você sabe o que é landing page e como ela pode te ajudar? No blog de hoje separamos tudo que você precisa saber sobre esse assunto! A maioria das pessoas provavelmente já teve acesso a essa estratégia de marketing digital, mas não sabem exatamente do que se trata. De forma prática, uma landing page é uma página única, que visa abordar um assunto específico, e pode ser direcionada à venda ou à conversão.

O uso de landing page está frequentemente atrelado a promoção de algum produto, serviço ou assunto determinado e tem total foco na captação de leads. Ou seja, trata-se de uma página da web que não deve conter nenhum tipo de distração, pois a intenção primária é de que o lead execute a ação que lhe é proposta, como por exemplo: solicitar um orçamento, baixar um e-book, fornecer dados para receber uma ligação, entre várias outras opções.

Acesse este conteúdo também pelo nosso canal do Youtube, no RedCast 005. Para assistir, clique aqui.

O que é uma landing page?

Landing pages são páginas à parte, que visam direcionar o seu lead de maneira eficiente, ou seja, a sua página não deve ter menus e outras abas, pois sua finalidade é ser totalmente objetiva. Sua estrutura se caracteriza por ter um título chamativo e logo ao lado um formulário que solicita alguns dados, como nome, telefone, e-mail, e etc.

Essa é uma ótima estratégia para aumentar a sua base de leads e qualificá-los. Assim, você pode direcionar conteúdos de interesse específico do seu cliente em potencial, estabelecer contato e ampliar as suas chances de venda por meio de outras ferramentas, como o uso de e-mail marketing e anúncios patrocinados (Google ads e redes sociais).

Além disso, sabemos que o orçamento é uma parte fundamental na hora de traçar o planejamento de Marketing Digital. Portanto, ao optar pelo uso de landing pages você tem a certeza de que adota uma estratégia com excelente custo-benefício, uma vez que terá acesso a tags de monitoramento que irão ampliar seu controle sobre as taxas de conversão. 

Da mesma forma, vale lembrar que uma landing page não é um site, muito menos uma loja virtual. Estes são aspectos facilmente confundidos, inclusive no Marketing Digital. Mas, lembre-se que o uso destas plataformas não exclui a importância de também utilizar uma landing page.

Onde construir minha landing page?

Para construir sua landing page de uma maneira mais prática você pode escolher utilizar ferramentas prontas que ofereçam templates e layouts pré-fabricados, como Klickpages, Leadlovers, RD Station. Ou também pode criar um html, caso tenha um bom conhecimento sobre programação. 

O WordPress também é uma excelente plataforma para a criação de landing pages, porém, esta pode ser uma opção mais trabalhosa. Caso faça essa escolha, é importante dar atenção a um layout personalizado, html, plug-ins, questões de responsividade, além de envolver mais pessoas na sua equipe para te ajudar a criar um conteúdo de qualidade (designer, programador, redator). 

Neste momento, faça sua escolha de acordo com seus gostos, preferências, orçamento, necessidades e avalie se você dispõe de tempo para um desenvolvimento mais trabalhoso ou não. Não existe certo e errado na hora de escolher onde construir sua landind page. Porém, é fundamental colocar na balança estes fatores para garantir um bom planejamento do início ao fim.

Ilustração de equipe construindo landing page

E qual a estrutura deve ter minha landing page?

Para te ajudar a elaborar o conteúdo de sua landing page, separamos um guia funcional de todos os pontos que você deve se atentar na hora de construí-la. Confira:

1. Transformação

Primeiramente, sua landing page deve começar garantindo a transformação que você oferece ao lead quando ele realiza a compra. Ou seja, invista em uma copy que prenda a atenção e comprove a funcionalidade e os benefícios. Por exemplo: “Como perder peso em 90 dias?”, “Método testado e aprovado para perder peso em 20 dias”. 

2. Formulário de Conversão

Posicionado ao lado da transformação, seu formulário de conversão deve conter os campos para preenchimento que são importantes para o seu negócio. Você pode preferir selecionar poucos campos e captar mais facilmente o lead, sendo ele um lead menos qualificado, ou se necessitar de mais informações pode optar por um formulário maior e qualificar melhor os seus leads.

3. Entregáveis

Nesta parte, você deve descrever detalhadamente o que você vende. Este é o momento de convencimento e quebra de objeções do seu lead. Portanto, utilize gatilhos mentais para manter a atenção do visitante na sua landing page. Quais os benefícios? Como este produto/serviço pode te ajudar? 

4. Bônus

O bônus é aquele ponto extra que você vai oferecer e que vai tornar a proposta irresistível ao lead. Reforçamos que o bônus não pode ser algo que já está dentro do produto ofertado, pois isso pode despertar desconfiança. Por isso, aproveite para tornar o seu bônus um fator decisivo de compra do seu produto naquele momento. Afinal, o que pode oferecer para o lead a fim de convencê-lo a preencher seu formulário?

5. Preço

Caso seja pertinente ao seu segmento, não se esqueça de que o preço pode te ajudar a persuadir seu lead. Portanto, não esconda informações referentes ao valor do seu produto ou serviço, aproveite este espaço para detalhar e tornar suas condições de pagamento mais atrativas. Qual o valor? Quais são as formas e opções de pagamento? Uma dica para aumentar a sensação de urgência é a utilização de números fragmentados, como R$ 99,90 ao invés de R$ 100. 

6. Garantia

Nem sempre será necessário, que você utilize o recurso de garantia. Mas, esse é um ponto que aumenta sua confiabilidade caso a sua empresa não seja muito conhecida no seu segmento. Dessa forma, você garante ao lead as chances de eficácia do seu produto/serviço e aumenta as suas chances de venda. Por exemplo: “Devolvemos seu dinheiro de volta em X dias se você não se adaptar”, “Se em 30 dias, aplicando nosso método, você não tiver retorno algum, nós devolvemos seu dinheiro”. 

7. CTA: Call to action (Chamada para ação)

Por último, mas não menos importante, o objetivo de toda a sua landing page é o de que seu lead clique no botão CTA. Ou seja, é preciso que ele esteja bem posicionado e seja bem visível. Consiste em ser um botão clicável, que contenha a chamada final de todas as etapas do convencimento.

Para uma landing page de sucesso aplique todas as dicas dadas acima e fique atento à maneira que sua persona deseja perceber seu produto/serviço. Portanto, lembre-se que a conversão dos leads e a venda são resultados de uma comunicação eficiente e bem posicionada. Por isso, não tenha medo de inovar e deixar a criatividade fluir no momento da criação.

Ainda tem dúvidas? Fale agora com a equipe RedCake e descubra de que maneira prática a criação de landing pages ajuda o seu negócio!


Para ter acesso a mais conteúdos sobre Marketing Digital, acompanhe nossos RedCasts pelo canal do Youtube.

RedCake Agência de Marketing Digital - CNPJ: 21.249.871/0001-13 | Todos os direitos reservados - Política de Privacidade